For more extensive artist's bio, articles and list of exhibitions, visit artist(s) website(s). Many of the images displayed on this site are copyrighted, and are used here only for purposes of education or critical review. All rights are reserved by the artists who created the works referenced herein.

Painting is silent poetry, and poetry is painting that speaks. Simonides

Dorindo Carvalho






"...Está de parabéns Dorindo Carvalho pelos 50 anos, 1962-2012, de actividade artística e bem os merece pela qualidade e originalidade da sua obra e a dedicação às artes plásticas expressa em várias formas.

Efectivamente, olhando com atenção a pintura, e os outros géneros plásticos, produzida por Dorindo ao longo dos 50 anos, vemos que estamos perante um universo artístico complexo e variado.

Pegando na sua obra, poderiam fazer se várias exposições paralelas e pensaríamos talvez que cada uma era dum pintor diferente, algo assim como semelhante aos heterónimos de Fernando Pessoa na poesia. No entanto é sempre o mesmo Dorindo e todos os seus quadros, por mais diferentes que sejam, têm elementos em comum. Desde a vigorosa pintura da sua fase neo-realista (p.ex. os quadros do ciclo do café, um dos quais está no Instituto Internacional do Café em Londres) até aos quadros de temática venezuelana ou africana; aos dos corpos masculinos/femininos por vezes entrelaçados e confundidos dos anos 80-90 de tons arroxeados entre o azul e o vermelho; aos estilizados dos últimos 10 anos onde é a linha curva e perfeita que conta e define tudo (sempre perfis de corpos, mas também outros elementos que servem de cenários sobre fundos de determinada cor); aos das figuras borradas lembrando talvez Francis Bacon; até aos recentíssimos das homenagens aos mestres que mais o impressionaram e outras surpresas que terá; etc.








Tudo isto sem esquecer o retratista (de figuras contemporâneas, mas também me vem à memória o seu esplêndido retrato de Vasco da Gama, de 2009, exposto em Sines); o magnífico caricaturista ; o escultor; o ilustrador gráfico de livros e cartazes; o autor e ilustrador de livros infantis e para a juventude, tanto didácticos como de literatura, o fotógrafo, etc.

Outro dos aspectos que admiro em Dorindo Carvalho e define a sua concepção da arte é a capacidade para se renovar. Muitos e bons artistas plásticos, chegados a um certo ponto do seu percurso, param numa formula de sucesso e começaram a repeti-la, eu diria que até ao esgotamento. Quero dizer, como que repetem n vezes o mesmo quadro ou tema. É legitimo. Dorindo, porém, quando sente que já esgotou ou completou uma fase, estuda uma nova, experimenta-a e inicia-a. Algo no entanto passa sempre das fases anteriores para a nova fase, esse é o DNA do pintor, mas o que sai é algo renovado e fresco que surpreende. Essa é a força dum pintor que mantém a juventude e a dinâmica criativa e é sem duvida o Caso de Dorindo.

Uma obra portanto riquíssima e variada, mas una e coerente, a ver e apreciar nesta exposição dos 50 anos de actividade artística plástica de Dorindo de Carvalho na Galeria Perve, que merece também ser felicitada pela oportuna iniciativa desta exposição."



José Bulhão Gomez Martins

fonte





No comments:

Followers

Blog Archive

Labels

Related Posts with Thumbnails