For more extensive artist's bio, articles and list of exhibitions, visit artist(s) website(s). Many of the images displayed on this site are copyrighted, and are used here only for purposes of education or critical review. All rights are reserved by the artists who created the works referenced herein.

Painting is silent poetry, and poetry is painting that speaks. Simonides

Armanda Passos

















 


Armanda Passos



Armanda Passos nasceu em 1944, no Peso da Régua. Licenciou-se em Artes Plásticas na Escola Superior de Belas Artes do Porto. Expõe desde 1976.

Foi professora de Tecnologia da Serigrafia no Centro de Reabilitação Vocacional da Granja, monitora de Tecnologia da Gravura na ESBAP (1977-1979) e membro do grupo "Série" Artistas Impressores.

Ao longo da sua carreira, Armanda Passos tem alcançado importantes distinções, tais como o 2º Prémio do Ministério da Cultura na Exposição "Homenagem dos artistas portugueses a Almada Negreiros", Lisboa, 1984, a Menção Honrosa no "VIII Salão de Outono - Paisagem portuguesa", Galeria do Casino de Estoril, 1987, a Menção Honrosa no "III Prémio Dibujo Artístico J. Pérez Villaamil", Museu Municipal Bello Piñeiro, Ferrol, Corunha, 1990 e o Prix Octogne, Charleville (Mezières, França), 1997.

Armanda Passos representou Portugal em vários certames internacionais, por exemplo em Heidelberg, na V Biennal of European Graphic Art (1988); na Polónia, na Exposition Internationale de la Gravure – "Intergrafia 91", no Pawilon Wystawowy Bwa, Katowice; e, em 1992, no Centre de la Gravure et de l’Image Imprimée, La Louvière, na Bélgica.

Tem participado em inúmeras exposições nacionais e internacionais e vários dos seus trabalhos integram coleções de prestigiadas instituições públicas como a Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação Oriente, a Fundação de Serralves, o Ministério da Cultura, o Museu da FBAUP ou a Reitoria da U.Porto e relevantes coleções privadas.











Intensa e complexa, a sua obra tem suscitado reflexões e textos produzidos não apenas por críticos da especialidade, mas também por escritores de várias sensibilidades, artistas e até historiadores. Entre os muitos intelectuais que se debruçaram sobre o seu trabalho podem citar-se Fernando Pernes, Mário Cláudio, José Saramago, Vasco Graça Moura, Urbano Tavares Rodrigues, Eduardo Prado Coelho, António Alçada Baptista, David Mourão-Ferreira, Armando Silva Carvalho, José-Augusto Seabra, Lídia Jorge, Luis de Moura Sobral, Raquel Henriques da Silva e José Augusto-França.

Uma das facetas mais apreciadas da sua obra é a que consiste na dedicação votada à ilustração de livros, entre os quais "Histórias dos Pés à Cabeça", de Vergílio Alberto Vieira (1989), "Meio Conto", de Jorge Listopad (1993), "A Zaragata", de Émile Zola (1994) e "A Corte na Aldeia", de Arsénio Mota (1996).

A artista vive e trabalha no Porto, na casa-atelier projetada pelo arquiteto Álvaro Siza Vieira.
(Universidade Digital / Gestão de Informação, 2012)


Fonte























No comments:

Followers

Blog Archive

Labels

Related Posts with Thumbnails